' '

26 de maio de 2023

O fiasco do Halley

Teve gibi (veja abaixo), teve tudo o quanto é merchandising abarrotando lojas... Teve até programa musical nos domingos na Globo, o duvidoso Cometa Loucura. Mas a passagem do Halley em 1986 foi frustrante. Quem sabe em 2061? Veja curiosidades diariamente em nossas redes! Siga-nos: Twitter, Instagram, Facebook.


Expectativa: 30 luas cheias enfileiradas no céu. Realidade: uma ponta esfumaçada de cotonete — isso, se visto com alguma luneta numa cidadezinha bem escura! A maior propaganda enganosa da história sideral foi a passagem do cometa Halley em 1986!

Esse A ERA DOS HALLEY, publicado pela Editora Abril em 6 edições (out/1985 a jun/1986), trouxe para as HQs as aventuras da família que estrelou o especial musical infantil produzido e exibido pela TV Globo em 11/out/1985, com participação dos Titãs e Tim Maia e trilha sonora original lançada em LP pela Som Livre (reeditada em CD em 2006, veja abaixo).

No Memória Globo: O especial, exibido em uma sexta-feira, fez parte do Projeto Halley, criado pela emissora, que incluía também um Globo Repórter especial sobre o cometa e matérias no Fantástico, entre outras atrações exibidas na programação. O programa buscou reproduzir a linguagem do video game, privilegiando a agilidade. O balé da Rede Globo e o Balé Dalal Achcar fizeram parte do musical. O musical conta a história da família Halley, composta por Urian (Eduardo Conde), Mercur (Gabriel Vannucci), Juna (Carmem Monegal), Lyra (Suzane Carvalho) e o robô Halleyfante (Ferrugem), que acompanham o cometa Halley pelo universo. Remanescentes do planeta Hydron, uma avançada civilização destruída há milhões de anos por uma guerra nuclear e pela devastação da natureza, a família decidiu alertar as demais civilizações sobre os perigos das guerras e da não preservação do meio ambiente. A família conta, ainda, com a ajuda do sábio Big Halley (Castro Gonzaga), também sobrevivente do planeta Hydron. (...) Sob a responsabilidade de Guto Graça Mello e Francisco Santos Jr., foi composta uma trilha musical especial para 'Era dos Halley', que contou com a participação de Rosana, Guilherme Lamounier e dos grupos Barão Vermelho, Sempre Livre, Roupa Nova e Legião Urbana, que cantou a música A Canção do Senhor da Guerra. (...) Criação do Big Haley e Halleyfante: Marcelo Diniz, Lielzo Azambuja, Luís Antônio Aguiar.




Especiais infantis da TV Globo dos anos 1980 com trilhas sonoras originais lançadas pela Som Livre, exceto onde indicado (todos também lançados posteriormente em CD, exceto onde indicado): 

1980: A Arca de Noé (Universal), do especial Vinícius para as Crianças
1981: A Arca de Noé 2 (Universal; lançado em 1982 em LP e depois em CD)
1982: Pirlimpimpim (centenário de Monteiro Lobato)
1983: Plunct Plact Zuuum...
1984: Plunct Plact Zuuum... 2 (nunca lançado em CD)
1984: Pirlimpimpim 2 (nunca lançado em CD)
1984: Uma Aventura no Corpo Humano (Universal; nunca lançado em CD)
1985: A Era dos Halley

___________________________________________________________

★ Fonte: Acervo e Banco de Dados Planeta Gibi.
★ Reprodução de artes e fotogramas: feita apenas para fins de divulgação. Artes e personagens são de propriedade de seus criadores/licenciadores. A qualidade gráfica aqui exibida é inferior à original.
 Sinopses (em azul e itálico) e informações sobre preço de capa, estrutura do título e da edição, extensão prevista de um título ou de uma coleção: são dados divulgados pelas editoras.
★ Observações entre colchetes: são dados atribuídos pelo Planeta Gibi somente para fins de colecionismo.
★ Comercialização: o Planeta Gibi só se responsabiliza por compras efetuadas em sua loja. 
★ Dúvidas e sugestões: escreva para o editor do Planeta Gibi Blog.
★ Publicado originalmente em 26/mai/2023.
★ Atualizado pela última vez em 7/jun/2023.
___________________________________________________________


Um comentário:

  1. Não tive os gibis da Era dos Halley, mas colecionei as figurinhas que vinham nos chicletes Buzzy.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem a opinião do Planeta Gibi.

Não são permitidos comentários que incluam:

Termos ofensivos, agressivos ou pejorativos
• Qualquer link ou e-mail
• Qualquer menção a outro estabelecimento que comercialize quadrinhos
Assunto alheio ao tema da postagem em questão